Zoológico do Rio foi reaberto parcialmente ao público na terça-feira

O Jardim Zoológico do Rio de Janeiro foi reaberto parcialmente ao público na manhã desta terça-feira (8). O local estava fechado há quase três meses, desde o dia 14 de janeiro, por determinação do Ibama. Na última sexta-feira (4), porém, o superintendente do instituto, Zilto Bernardi Freitas, suspendeu parcialmente o embargo à visitação.

Aline Barcelos trouxe a filha Luara, 8 anos, pela terceira vez ao zoológico e, dessa vez, teve uma boa impressão do ambiente. “Os bichinhos estão mais felizes hoje do que das outras vezes. Eles ficavam só dormindo”, disse Aline.

De acordo com o secretário Municipal de Meio Ambiente, Carlos Alberto Muniz, até o fim do ano, tudo deve estar concluído após licitação. “O conceito de abertura parcial, está ligado, ao meu ver, ao fato de existir ainda, a necessidade de completar processos de licenciamento. A licença do zoológico tem sido, durante muitos anos, uma licença parcial, precária. As recomendações que foram feitas pelo Ibama não tem nada a ver com o termo de ajustes que nós assinamos. Nós temos um zoológico muito antigo, de muitas décadas e é um zoológico que precisa ser modernizado, nós precisamos de espaços muito maiores para os animais é um espaço menor para o público”, explicou o secretário.

Ainda de acordo com o secretário, a prefeitura quer manter, mesmo depois da licitação, o ingresso com um valor compatível ao atual.

De acordo com a norma que regulamenta o setor, os zoológicos têm que cumprir funções socias que justifiquem sua existência, entre elas, educacionais, científicas e de conservação das espécies animais. Para o Ibama, o Zoológico do Rio, apesar de no passado ter sido pioneiro na reprodução de espécies ameaçadas de extinção como ararajubas, não tinha condições de receber o público na época em que foi fechado.

A Lara, de 2 anos, veio com a mãe e o pai pela primeira vez ao zoológico do Rio. “Ela está amando”, disse a mãe, Camila Antunes. Sorridente ja no início do passeio, ela sabia dizer o nome do animal que mais gostou: “jacaré”, disse Lara.

Ajustes de estrutura
– Os recintos dos orangotangos e dos chimpanzés deverão permanecer isolados do público até que sejam completados os trabalhos de enriquecimento ambiental e sombreamento das áreas ocupadas pelos animais. O aquário também não abrirá até a finalização dos consertos elétricos. As demais instalações do parque estão liberadas para a visitação.

A abertura foi autorizada após a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMAC) cumprir as exigências feitas pelo Ibama e pelo Ministério Público, acordadas no Termo de Ajuste de Conduta – TAC.

Uma ação promocional pelo Dia Internacional da Mulher ofereceu entrada gratuita para todas as mulheres que visitassem o local nesta terça, podendo ainda levar seus filhos.



Segundo a Secretaria de Meio Ambiente, a Prefeitura do Rio realizou reformas nas seguintes áreas: Passarela da Fauna, Setor Extra, sistema de cachoeiras dos felinos, Núcleo de Reprodução, entre outros. O Viveirão das Aves volta a funcionar com visitas guiadas por educadores ambientais.

Também foi criado um núcleo de enriquecimento ambiental permanente. Além disso, uma equipe técnica será responsável pela ambientação de diferentes viveiros, com ponto de fuga para que os animais possam se esconder da visão humana e, com isso, promover um maior bem estar.



O edital de concessão do Jardim Zoológico para a iniciativa privada já foi publicado e a empresa vencedora terá que investir cerca de R$ 60 milhões para implementar um novo conceito de zoológico. No novo modelo, os animais terão áreas maiores e espaços de convivência entre espécies, com a criação de recintos temáticos para primatas, aves, répteis, anfíbios, insetos, carnívoros, entre outros. A reestruturação será feita em uma área de 138 mil metros quadrados, que também contará com novas lojas e restaurantes. (Fonte: G1)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags
Ambientebrasil - Notícias located at 511/67 Huynh Van Banh , Ho Chi Minh, VN . Reviewed by 43 customers rated: 4 / 5