Arqueólogos descobrem pássaro esculpido em rocha há 35 mil anos

Ele parece o logo do Twitter, mas data de cerca de 35 mil anos: um pássaro gravado pelo homem moderno em um pedaço de sílex encontrado no departamento de Dordonha, na França, foi descoberto por arqueólogos, que o veem como uma expressão de arte “efêmera” e “lúdica”.

O pássaro mede cerca de cinco centímetros por cinco. Foi encontrado durante escavações preventivas do Instituto Nacional de Pesquisas Arqueológicas Preventivas (Inrap) há vários anos no sítio de Cantalouette, perto de Bergerac.

O pedaço de sílex queimado, recentemente analisado na Espanha, mostrou que o pássaro era uma obra de arte do Aurignaciano, período do Paleolítico Superior, que viu a chegada dos humanos modernos na Europa Ocidental.

Usando uma ferramenta de pedra, o gravador trabalhou uma concha calcária de um floco de sílex para representar de forma “muito figurativa” um pássaro, disse à AFP Laurence Bourguignon, arqueóloga especializada em tempos pré-históricos do Inrap.

‘Logotipo do Twitter’ – Este poderia ser um pardal, um torcicolo ou uma codorniz ou perdiz. O pássaro parece estar bebendo alguma coisa, fazendo a corte ou voando.

“Algumas pessoas que não são arqueólogas veem o logotipo do Twitter”, brinca.

O objeto foi encontrado no meio dos resíduos de um ateliê de escultura em sílex, onde os homens pré-históricos faziam lâminas, disse o Inrap, cujo estudo foi publicado no “Journal of Archaeological Science Reports”.

“O trabalho difere fundamentalmente de outras expressões artísticas contemporâneas, como os da caverna Chauvet, porque não foi feito para durar”, explicou o Inrap.

Segundo o Instituto, isso mostra que os eventos artísticos da época “não são exclusivamente relacionados com o fortalecimento das redes sociais e crenças, mas eram efêmeros e até mesmo de expressão criativa lúdica”. (Fonte: G1)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags
Ambientebrasil - Notícias located at 511/67 Huynh Van Banh , Ho Chi Minh, VN . Reviewed by 43 customers rated: 4 / 5