Descoberta misteriosa estrela que reduz luminosidade uma vez a cada 70 anos

Astrônomos russos descobriram uma estrela na constelação de Leo Minor que a cada 70 anos reduz sua luminosidade em cem vezes, ao ser eclipsada por um misterioso e gigante corpo astral que gira em sua órbita, revelou nesta quarta-feira a Universidade Lomonosov de Moscou.

“Trata-se de um sistema mais do que misterioso, já que vemos um eclipse total. Significa que o corpo que ofusca a estrela é um gigante”, explicou o professor da Lomonosov, Vladimir Lipunov, citado pela agência russa “TASS”.

O gigante não parece um dos anéis de fragmentos que costumam girar ao redor dos astros, “nem pode ser outra estrela”, acrescentou o cientista.

“Se a luminosidade de uma estrela acompanhante fosse cem vezes inferior”, argumentou Lipunov, “se trataria de uma estrela de massa reduzida. Mas uma estrela assim não poderia ter um tamanho superior a de sua acompanhante de maior massa”.

Ao mesmo tempo, se a estrela acompanhante fosse menor que a principal, não poderia ofuscá-la.

Após a descoberta de que a estrela TYC 2505-672-1 reduz sua luminosidade, os cientistas comprovaram que o fenômeno já foi observado entre os anos de 1942 e 1945.

O período de variabilidade dessa estrela – classificada como variável por experimentar mudanças periódicas em seu brilho – é de 69 anos, o maior dos observados até agora.

Até essa descoberta, o astro com o maior intervalo de ofuscamento, de 27 anos, era Almaaz, na constelação de Auriga.

“O que liga essas duas estrelas é que nos dois casos não se tem a mínima ideia de por que mudam de brilho”, concluiu Lipunov. (Fonte: UOL)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags
Ambientebrasil - Notícias located at 511/67 Huynh Van Banh , Ho Chi Minh, VN . Reviewed by 43 customers rated: 4 / 5