MMA analisa melhorias para a agricultura

O governo federal estuda medidas para conter os prejuízos gerados pelo javali europeu à agricultura brasileira. O animal tem sido apontado como o principal responsável por perdas nas lavouras de milho e de soja no Sul do país. Em audiência pública realizada no Senado Federal na quinta-feira (17), o Ministério do Meio Ambiente (MMA) declarou a necessidade de ação de todos os atores envolvidos na questão.

O javali-europeu é uma espécie invasora que entrou ao Brasil no início do século 20. Eles foram trazidos da Europa para a Argentina e Uruguai, de onde escaparam dos criadouros e atravessaram a fronteira. Com isso, acabou sendo considerada uma das principais pragas para a agricultura do país. Em Campo Belo do Sul (SC), foi registrada a perda de 30% das safras de milho e de soja por conta do animal.

“Está clara a necessidade de envolvimento dos setores ambientais e agrícolas e dos governos dos Estados e municípios”, afirmou o diretor de Conservação da Biodiversidade do MMA, Ugo Vercillo.

Manejo - Entre as soluções, foi apontado o manejo e o controle do javali-europeu. “É preciso estabelecer mecanismos para harmonizar o processo de produção agrícola com a conservação ambiental”, defendeu Ugo Vercillo. O diretor do MMA acrescentou que o animal é considerado nocivo, mas ressaltou que a caça profissional é uma prática proibida.

O estabelecimento de uma economia verde também foi destacado na audiência pública da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária. “Temos o orgulho de ser uma nação biodiversa e, por isso, defendemos o uso sustentável das espécies nativas”, afirmou o coordenador-geral de Autorização de Uso e Gestão de Fauna e Recursos Pesqueiros do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), João Riograndense.

Saiba mais - O javali (Sus Scrofa) é um porco selvagem originário da Europa, Ásia e norte da África. O animal tem aproximadamente 1,30 m de comprimento e pesa cerca de 80 kg. O adulto possui presas afiadas saindo pelo canto da boca e longos pelos de cor preta. Foram introduzidos como animais de criação e consumo em várias partes do mundo. Mas, devido ao temperamento selvagem, fugiram e se dispersaram, o que os caracteriza como fauna exótica invasora.

A agressividade, a facilidade de adaptação e a ausência de predadores colocam o javali entre as 100 piores espécies exóticas invasoras do mundo. Entre os impactos ambientais, há a transmissão de doenças para os animais nativos, a diminuição de espécies vegetais nativas, a aceleração do processo de erosão e o aumento do assoreamento dos rios. Os prejuízos econômicos incluem o ataque às plantações e o ataque às criações de animais domésticos.

A presença de grupos de javalis asselvajados já foi registrada nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Bahia e Acre. (Fonte: MMA)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags
Ambientebrasil - Notícias located at 511/67 Huynh Van Banh , Ho Chi Minh, VN . Reviewed by 43 customers rated: 4 / 5