Vazamento de 600 barris de petróleo afeta mais de 400 pessoas no Peru

O vazamento de 600 barris de petróleo da estatal Petroperú na região amazônica de Loreto, no Peru, afetou ao menos 435 pessoas e contaminou terrenos de cultivo – informou o Instituto Nacional de Defesa Civil nesta segunda-feira (27).

“Registramos 435 pessoas afetadas pelo vazamento. O petróleo se expandiu pelas localidades limítrofes ao riacho Caraña Caño em Loreto”, explicou a Defesa Civil em um comunicado. O incidente ocorreu na última sexta-feira (24).

“O Centro de Operações de Emergência Nacional continua com o acompanhamento da emergência”, acrescentou.

O órgão de fiscalização ambiental do Ministério do Meio Ambiente informou hoje que “o vazamento do petróleo foi provocado por uma falha em um ducto localizado a uma profundidade de 2,2 metros no terreno seco e argiloso”.

“Estima-se, de maneira preliminar, que o volume derramado seria de aproximadamente 600 barris de hidrocarboneto”, tendo atingido uma região de 16.000 metros quadrados, completou a pasta.

O gerente sub-regional da província de Datem del Marañón, Néstor Paredes, disse à imprensa que o vazamento aconteceu devido à corrosão e ao desgaste do cano.

A Petroperú declarou ainda que o bombeamento de petróleo no oleoduto está suspenso desde 16 de fevereiro, após a ocorrência de dois incidentes similares.

No início deste ano, dois vazamentos de petróleo ocorreram devido a fissuras no oleoduto Nor Peruano. Ambos os incidentes afetaram as comunidades indígenas das regiões Amazonas e Loreto, prejudicando o abastecimento de água e danificando os terrenos de cultivo.

Na ocasião, a Petroperú foi multada em 3,6 milhões de dólares e foi obrigada a realizar uma série de estudos sobre a água que chega à população, assim como a ajudar as famílias a recuperarem seus terrenos. (Fonte: G1)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags ,
Ambientebrasil - Notícias located at 511/67 Huynh Van Banh , Ho Chi Minh, VN . Reviewed by 43 customers rated: 4 / 5