OMS diz que 9 entre 10 pessoas no mundo respiram ar contaminado

Cerca de 92% da população mundial – ou seja, 9 entre 10 pessoas – vivem em lugares onde os níveis de qualidade do ar excedem os limites fixados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), alertou nesta terça-feira (27) o organismo.

A OMS apresentou um relatório onde avalia a qualidade do ar que está exposta a população mundial e quantifica as doenças e mortes derivadas desta poluição.

Os dados são os mais detalhados já divulgados pela OMS, que usa figuras de medições por satélite, modelos de transporte aéreo, e de monitores de estações terrestres em relação com mais de 3 mil situações em 103 países, tanto em áreas rurais e urbanas.

O relatório confirma os dados revelados em estudos anteriores que 3 milhões de mortes ocorreram em 2012 – os números disponíveis mais recentes – estiveram relacionadas com a exposição à poluição exterior.

No entanto, diminuiu o número de mortes globais por contaminação – tanto exterior como interior – e ficou em 6,5 milhões, quando em relatórios anteriores estava em 7 milhões.

Entre as principais fontes de poluição do ar incluem modelos ineficazes de transporte, queima de combustível nos lares, queima de resíduos, centrais elétricas e as atividades industriais.

Os principais poluentes são as micropartículas – de um diâmetro inferior a 2,5 micrometros -, do sulfato, nitrato e fuligem.

O relatório não faz um ranking dos países mais poluídos nem dos que menos, apenas se limita a dizer que as regiões onde a qualidade do ar é pior são o sudeste da Ásia, o Mediterrâneo oriental e o Pacífico ocidental.

Além disso, a respeito das zonas menos contaminadas, o texto indica que três quartos da população dos países com alta renda das Américas, assim como 20% da população que vive em nações de renda média e baixas da mesma região vivem em lugares com a qualidade do ar considerada correta.

Uma situação que também ocorre em menos de 20% dos países europeus e os países ricos do Pacífico ocidental.

Os países com mais mortes relacionadas com a poluição do ar são Turquemenistão com 108 mortes por 100 mil habitantes; Afeganistão, com 81 mortes em cada 100 mil habitantes; Egito com 77; China com 70; e Índia com 68.

Cerca de 94% das mortes se devem a doenças não transmissíveis, sobretudo a doenças cardiovasculares, acidentes cerebrovasculares, pneumopatia obstrutiva crônica e câncer de pulmão.

A contaminação do ar também aumenta o risco de infecções respiratórias agudas. (Fonte: G1)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags ,