Denúncia de elefante desnutrido em zoológico gera mobilização em Caracas

Dezenas de pessoas se mobilizaram para arrecadar alimentos após denúncias de que Ruperta, uma elefante fêmea africana de um dos zoológicos de Caracas, sofre desnutrição por falta de uma dieta adequada.

O animal recebe cuidado especial no zoo de Caricuao, depois de passar mal na quinta-feira. Ativistas e cidadãos levaram cenouras, beterrabas, laranjas, abacaxis e bananas para Ruperta, que se transformou em um dos assuntos mais comentados na rede social Twitter.

Apesar da mobilização, os funcionários do zoológico se negaram a receber as doações neste domingo.

“Há comida, mas não lhe dão uma variedade suficiente”, disse neste domingo à AFP Marlene Sifontes, dirigente sindical do Instituto Nacional de Parques (INPARQUES). “Os trabalhadores não têm autorização para receber doações, porque tem gente que tem boa fé, mas tem gente que não”, explicou Sifontes.

O Ministério da Ecologia reconheceu na sexta-feira que o animal foi atendido após sofrer um desmaio, atribuído a um problema da avançada idade. O Instituto Nacional de Parques da Venezuela divulgou que está “estável e sob permanente cuidados de especialistas”.

A Venezuela atravessa uma severa crise econômica, marcada pelo desabastecimento de alimentos básicos e medicamentos, o que provoca diariamente longas filas de pessoas nos supermercados.

A crise, segundo Sifontes, impede o abastecimento adequado aos zoológicos. (Fonte: G1)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags