Recursos internacionais para conter desmate

As ações de conservação da Floresta Amazônica serão reforçadas pelo governo federal. O ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, declarou nesta quinta-feira (30/03), em Macapá, que destinará recursos internacionais para o desenvolvimento sustentável do Amapá, estado com elevados índices de combate ao desmatamento. A determinação faz parte de uma série de medidas adotadas por Sarney Filho para garantir a proteção do bioma.

O ministro anunciou, ainda, uma série de ações em conjunto com o governo amapaense na área ambiental. Entre elas, está a liberação de R$ 12 milhões para as unidades de conservação situadas no estado. Além disso, Sarney Filho e o governador do Amapá, Waldez Góes, assinaram portaria conjunta que cria um grupo de trabalho para captar recursos de compensação para o Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque, na fronteira com a Guiana Francesa.

A destinação de verbas internacionais para a proteção ambiental incentivará a sustentabilidade e o combate ao aquecimento global, por meio da manutenção da floresta em pé. “Vamos tratar prioritariamente os estados que estão cumprindo com o dever de combate ao desmatamento”, declarou Sarney Filho. Para isso, o Ministério trabalhará na disponibilização de recursos como os do Fundo Amazônia. “A melhor vertente é o desenvolvimento e a valorização do bem ambiental”, ressaltou o ministro.

Os resultados alcançados no Amapá contribuem para as políticas brasileiras de combate ao desmatamento e à mudança do clima. De acordo com o governador Waldez Góes, o estado apresenta, hoje, mais de 90% da vegetação mantida. Desse total, 72% estão protegidos na forma de unidades de conservação e terras indígenas. “É uma nova experiência de associação entre responsabilidade ambiental e geração de oportunidades”, comemorou.

Para dar continuidade aos resultados, Sarney Filho anunciou o acordo de cooperação técnica que implantará o Sistema Nacional de Controle da Origem dos Produtos Florestais (Sinaflor) no Amapá. O programa será implantado em território nacional ao longo deste ano para frear o desmatamento e auxiliar o país a atingir as metas de corte de emissões. “É preciso mostrar que o Acordo de Paris sobre mudança do clima é possível e melhora a vida das pessoas”, afirmou.

Os municípios amapaenses atingidos pelas cheias também serão beneficiados. Sarney Filho autorizou a destinação de mais de 1,8 mil metros cúbicos de madeira apreendida em operações do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) no estado. O material será usado para reconstrução de casas e pontes em cidades como Macapá, Ferreira Gomes e Calçoene, além de restaurações na Capitania dos Portos e no 34º Batalhão de Infantaria de Selva no Amapá.

A visita ao Amapá é parte da Caravana Verde de combate ao desmatamento, viagem oficial de Sarney Filho e equipe aos estados da Amazônia Legal. Além do território amapaense, o ministro já percorreu Amazonas, Rondônia, Acre e Mato Grosso. Na noite desta quinta-feira (30/03) e nesta sexta-feira (31/03), Sarney Filho cumpre agenda em Belém, no Pará.

Em Macapá, participaram o secretário-executivo, Marcelo Cruz, e os secretários Edson Duarte (Articulação Institucional e Cidadania Ambiental), Everton Lucero (Mudança do Clima e Florestas), e Juliana Simões (Extrativismo e Desenvolvimento Rural Sustentável). (Fonte: MMA)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags
Ambientebrasil - Notícias located at 511/67 Huynh Van Banh , Ho Chi Minh, VN . Reviewed by 43 customers rated: 4 / 5