Descoberto fóssil de nova espécie de dinossauro com penas

Cientistas da China descobriram uma nova espécie de dinossauro do período Cretáceo inferior que tinha penas assimétricas, segundo um estudo publicado nesta terça-feira pela revista “Nature”.

A pesquisa, liderada por especialistas da Academia Chinesa de Ciências de Pequim e da Universidade de Alberta, no Canadá, apresenta o fóssil de Troodontidae com plumas assimétricas, o mais antigo conhecido até agora.

Este grupo de dinossauros está estreitamente relacionado com as aves tal como as conhecemos hoje e suas características plumas assimétricas representaram um avanço em seu processo evolutivo para poder voar.

Os cientistas estimam que o citado fóssil, um esqueleto quase completo encontrado no nordeste da China, tem entre 100 e 145 milhões de anos de idade.

“As plumas assimétricas estão relacionadas com a capacidade de voar, mas também são encontradas em espécies que não voam, e seu aparecimento foi um grande acontecimento na evolução das penas”, explicaram os autores no texto do estudo.

Por isso, segundo os cientistas, não está claro se esta nova espécie de Troodontidae, denominada “Jianianhualong tengi”, era capaz de voar, apesar de apresentar “propriedades aerodinâmicas melhoradas”.

A pesquisa sugere que estas novas caraterísticas aerodinâmicas já estavam presentes nos parentes mais antigos das aves modernas.

Além disso, segundo os cientistas, a análise deste fóssil oferece pistas sobre os períodos na evolução das plumas assimétricas. (Fonte: Terra)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags