Sabesp volta a adotar índice único de armazenamento do Cantareira

A Sabesp voltará a utilizar só um índice de armazenamento para o Sistema Cantareira a partir desta segunda-feira (15) em vez dos modelos adotados desde a crise hídrica e que consideraram também o chamado “volume morto”, que deixou de ser usado em dezembro de 2015.

Naquele ano, o Ministério Público questionou a divulgação feita pela Sabesp que não indicava que o armazenamento do sistema estava no vermelho e obteve liminar judicial determinando a divulgação do índice negativo.

O sistema ficou com armazenamento abaixo da linha definida como o zero e passou a bombear águas mais profundas e sujas conhecidas como “volume morto”. Apesar disso, a Sabesp divulgava índices positivos de armazenamento do Cantareira porque mudou sua metodologia de contagem em plena crise.

Em vez de considerar apenas o espaço que poderia ser ocupado pelo volume útil como a capacidade total, ou seja, 982 bilhões de litros, a Sabesp adicionou na conta o espaço ocupado também pelo volume morto, aumentando a capacidade total do sistema para mais de 1,1 trilhão de litros. Dessa forma, ainda que operasse no volume morto, o nível de armazenamento estaria sempre no “azul”.

A decisão liminar que determinou a mudança na divulgação dos índices foi concedida pelo Juiz Evandro Carlos de Oliveira, da 7ª Vara de Fazenda Pública. O pedido foi protocolado pelo Grupo de Atuação Especial de Defesa do Meio Ambiente (GAEMA). Na liminar, o juiz citou o artigo 37 do Código de Defesa do Consumidor, que proíbe publicidade enganosa.

Ele afirmou que “a divulgação da informação tal como veiculada contém nítida capacidade de induzir o consumidor em erro, vez que a utilização dos volumes das reservas técnicas (situação excepcional) para a aferição do volume real disponível, cria a ilusão de que o sistema está positivo (fato que não corresponde à realidade quando analisado apenas o volume útil) e pode induzir o consumo imoderado do escasso bem”.

Na sexta (12), a Sabesp afirmou em nota que “não fazia sentido apresentar índices negativos enquanto a Sabesp captava a água das reservas técnicas, já que não existe “volume negativo”.

No sábado (13), o sistema operava com 65,7% de sua capacidade, segundo o índice que passará a ser considerado pela Sabesp. (Fonte: G1)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags ,
Ambientebrasil - Notícias located at 511/67 Huynh Van Banh , Ho Chi Minh, VN . Reviewed by 43 customers rated: 4 / 5