Espuma tóxica deixa rastro de lixo no trecho do rio Tietê em Salto/SP

A espuma tóxica do rio Tietê que invadiu a rua 24 de outubro, em Salto (SP), deixou um rastro de lixo no local na manhã desta quarta-feira (7). Depois que a espuma secou, o cenário foi de um lixão a céu aberto, com muitas garrafas PETs e outros resíduos.

A cena foi flagrada logo pela manhã pelo morador da cidade que também tinha registrado a espuma na terça-feira (6). João Conti Neto conta que, assim que o sol saiu, a espuma secou e revelou o lixo que tomava conta da rua.

A Defesa Civil de Salto já havia interditado a rua 24 de outubro nesta terça-feira por conta da invasão da espuma e a situação continua a mesma por lá. Segundo o morador, a rua dá acesso a um campo de futebol da cidade, mas que só é usado aos fins de semana.

Esta é a segunda vez em menos de 10 dias que o rio Tietê, em Salto, volta a sofrer com a poluição. Na semana passada, pelo menos 30 toneladas de lixo foram retiradas da água.

Por meio de nota, a Prefeitura de Salto informou que o nível do rio Tietê subiu dois metros de terça a quarta-feira, o que equivale a um aumento de 400 metros cúbicos para 500 metros cúbicos de vazão. Com isso, o rio volta a trazer lixo e outros tipos de materiais oriundos de outras cidades, além da espuma gerada por produtos químicos despejados na água.

A administração informou ainda que o serviço de limpeza no local já está sendo feito, conforme contrato com a CSO, concessionária do serviço. “Ocorre prejuízo à cidade, uma vez que as equipes da CSO deveriam se empenhar na limpeza e capinação dos parques, praças e vias públicas, ao invés de recolher o lixo trazido de outros municípios pelo Tietê”, finaliza a nota. (Fonte: G1)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags ,
Ambientebrasil - Notícias located at 511/67 Huynh Van Banh , Ho Chi Minh, VN . Reviewed by 43 customers rated: 4 / 5