Pesquisa da UFSCar descobre mamífero que viveu há 140 milhões de anos

Pesquisadores da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) descobriram um animal que viveu há cerca de 140 milhões de anos, na época dos dinossauros. O mamífero, batizado de Aracoaraichnium Leonardi, é o maior já registrado naquela época no deserto que cobria boa parte da América do Sul e da África.

As amostras foram retiradas de uma pedreira em Araraquara (SP) e o nome do animal foi escolhido em homenagem à cidade. Os pesquisadores estimam que o mamífero tenha o tamanho de um cachorro de porte médio.

Segundo o pesquisador Pedro Victor Buck, o animal conviveu com os dinossauros ao longo da era Mesozoica e, desde aquela época, já eram animais raros. “Do ponto de vista ecológico, eles não tinham população muito grande, porque competiam com os dinossauros”, disse.

Tamanho – Apesar de parecer pequeno, o animal é o maior mamífero já registrado entre todos que viviam no deserto que antes cobria grande parte da América do Sul e da África.

“Esse animal é relativamente grande para um ambiente desértico, já que a gente compara com outros ambientes desérticos atuais, onde a maioria dos mamíferos são pequenininhos. Ele ocupou uma época que todos os mamíferos que foram encontrados ao redor do mundo, em outras espécies, são pequenos e ainda relacionar ele com os predadores que existiam na época, como os dinossauros carnívoros, a pressão devido a esses animais tornaria a fauna de mamíferos de minuta, bem pequenininho mesmo, por causa da seleção natural”, declarou o paleontólogo da UFSCar, Marcelo Adorna Fernandes.

Ainda de acordo com o paleontólogo, existem muitas coisas a serem exploradas. “Nessa fauna não se falou ainda de invertebrados, não se falou ainda de outras ocorrências de dinossauros”, disse. (Fonte: G1)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags
Ambientebrasil - Notícias located at 511/67 Huynh Van Banh , Ho Chi Minh, VN . Reviewed by 43 customers rated: 4 / 5