ANA reduz liberação mínima de água em Sobradinho e Xingó devido à seca

Em razão do período de seca, a Agência Nacional de Águas (ANA) determinou a redução na liberação mínima de água no Rio São Francisco para os reservatórios de Sobradinho, na Bahia, e Xingó, na divisa dos estados de Alagoas e Sergipe. A redução, que começou a valer a partir de terça-feira (18), é o menor patamar já adotado nos reservatórios desde 2012, quando o monitoramento começou, e vale até o dia 30 de novembro deste ano.

Com a determinação, os reservatórios deverão liberar uma média mínima diária de 550 metros cúbicos por segundo (m³/s) de água. Segundo a ANA, a medida busca “preservar os estoques de água dos reservatórios da bacia do Rio São Francisco até o final do período seco e início do próximo período chuvoso, que costuma acontecer a partir de dezembro”.

A medida foi tomada pela agência após relatório de vazão no rio emitido pela Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf), que considerou o agravamento das condições hidrológicas e de armazenamento na bacia do Rio São Francisco, que tem registrado chuvas abaixo da média desde 2012.

A agência já vinha monitorando, ao longo dos últimos anos, a situação do estoque de água na bacia do rio e, anteriormente, vinha autorizando gradativamente “a redução da vazão mínima defluente abaixo de 1.300 m³/s (patamar mínimo adotado em situações de normalidade) tanto em Sobradinho quanto em Xingó”. No final de abril, “buscando garantir a segurança hídrica na bacia”, a ANA determinou o piso de 600 m³/s para a vazão mínima.

Segundo a ANA, a decisão foi tomada em articulação com o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) levando em consideração “a importância dos reservatórios de Sobradinho, Itaparica (Luiz Gonzaga), Apolônio Sales (Moxotó), Complexo de Paulo Afonso e Xingó, para a produção de energia” no Nordeste e “para o atendimento dos usos múltiplos da bacia do Rio São Francisco”.

Os reservatórios de Sobradinho e Xingó têm, juntos, a capacidade de armazenamento de 37,9 bilhões de metros cúbicos. A Hidrelétrica de Sobradinho, a 748 quilômetros (km) da foz do Rio São Francisco tem potência instalada de 1.050.300 kilowatts (kW). Já Xingó, a 179 km da foz do rio, tem uma potência instalada de 3.162.000 kW.

Ainda no mês passado, a ANA já havia adotado medida de restrição ao uso das águas da Bacia do São Francisco instituindo o Dia do Rio, que impede a captação às quartas-feiras, até o dia 30 de novembro, podendo ser prorrogada caso haja atraso no início do período de chuvas. A restrição não alcança o uso da água para consumo humano e animal, mas prevê algumas restrições para a irrigação. (Fonte: Agência Brasil)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags ,
Ambientebrasil - Notícias located at 511/67 Huynh Van Banh , Ho Chi Minh, VN . Reviewed by 43 customers rated: 4 / 5