Vaticano apoia proteção ambiental no Brasil

O livro do Ministro Sarney Filho sobre a encíclica papal Laudato Si’, conhecida como Encíclica Verde, por abordar questões socioambientais, motivou carta de agradecimento “à delicada homenagem”, enviada pelo Secretário de Estado Substituto do Vaticano, Dom Angelo Becciu, em nome do Sumo Pontífice.

A obra Um ambientalista à luz da encíclica Laudato Si’ foi lançada em 2015 pelo Ministro – que à época exercia mandato de deputado federal –, durante a COP 21. A publicação tem o objetivo de contribuir para a difusão da mensagem do Papa e promover uma reflexão sobre as questões ambientais no país. Sarney Filho destaca assuntos como mudança do clima, água, biodiversidade, educação ambiental, direitos indígenas e importância da sociedade civil organizada.

Laudato Si’, de 2015, enfatiza a importância da conservação ambiental. A forma como é tratada a questão foi louvada pelo Ministro à época do lançamento da encíclica: “além de apontar os problemas e suas causas, o Pontífice aponta o caminho para enfrentá-los”.

A carta do Vaticano cita trecho do texto papal, destacando a importância da educação ambiental para a promoção de uma “cidadania ecológica”, além de buscar animar “a todas as pessoas comprometidas com a defesa do meio ambiente a não esmorecerem na sua contribuição para a construção de um mundo ambientalmente mais saudável”.

Ao final, Dom Angelo afirma que o Papa Francisco ora pela “constante assistência divina e as maiores bênçãos do Céu” sobre cada membro do Ministério do Meio Ambiente e da Agência Nacional de Águas, juntamente com seus familiares. (Fonte: MMA)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags