Ibama autoriza que hidrelétrica de Santo Antônio aumente reservatório em 80 cm

A presidente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Suely Araújo, assinou nesta quarta-feira (16) a autorização que permite à Hidrelétrica de Santo Antônio aumentar a cota do reservatório em até 80 centímetros. A usina está localizada no Rio Madeira, em Porto Velho.

Com a autorização, a hidrelétrica poderá operar, em caráter excepcional, na cota de 71,3 metros, para vazões afluentes ao reservatório de até 24 mil metros cúbicos.

A usina poderá operar também na cota de 70,5 metros, para vazões afluentes ao reservatório acima de 24 mil metros cúbicos.

A nova autorização foi emitida ainda nesta quarta-feira pelo Ibama e é válida até o dia 16 de agosto de 2019, substituindo a anterior, emitida em 2014.

A hidrelétrica pediu essa autorização para que pudesse ligar novas turbinas e, com isso, aumentar a capacidade de produção de energia.

A autorização vencida nesta quarta-feira continha uma série de condicionantes, para que pudesse ser renovada, entre elas apresentar informações diárias sobre a cota de operação.

Segundo o Ibama, apenas uma das condicionantes não foi completamente atendida, mas está em andamento. Trata-se da indenização e realocação de populações atingidas pelo aumento da cota.

De acordo com o Movimento dos Atingidos por Barragens (Mab), o aumento da área alagada da usina atinge quase mil famílias, em Jaci-Paraná e no assentamento Joana D’Arc.

A reportagem da Rede Amazônica tentou contato com a assessoria de comunicação da Santo Antônio Energia, e esta informou que todas as famílias atingidas pelo aumento da cota do reservatório já foram remanejadas. (Fonte: G1)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags