Morre baleia que ficou encalhada em praia da Ilha Grande, em Angra dos Reis/RJ

Morreu neste domingo (27), a baleia jubarte que encalhou na Baía da Ilha Grande, em Angra dos Reis, na Costa Verde do Rio. Segundo a equipe do Instituto Estadual do Meio Ambiente (Inea), o animal estava na Praia do Sul desde as 9h de sábado (26).

Aproximadamente 50 pessoas – entre elas equipes do Inea, da Marinha, do Laboratório de Mamíferos Aquáticos e Bioindicadores (Maqua) -, participaram dos trabalhos para tentar salvar o mamífero aquático. O Corpo de Bombeiros, moradores e funcionários da reserva ambiental, onde fica a praia, também ajudaram fazendo a hidratação da baleia. Foram usados ainda um helicóptero e dois rebocadores no resgate.

De acordo com o Maqua, o animal estava encalhado em uma posição muito ruim, em zona de arrebentação, onde tem muitas ondas. Uma tentativa de soltura chegou a ser feita, mas a baleia estava muito debilitada e não resistiu.

“Trabalho há 25 anos no Maqua e nunca presenciei nada parecido. Três encalhes em quatro dias é realmente muito estranho. São baleias juvenis, entorno de 10 metros, com a mesma faixa etária”, disse o coordenador do Maqua, José Laílson Brito Júnior, que afirmou estar em alerta e que não vai descartar nenhuma possibilidade. Ainda de acordo com José Laílson, os três animais possuem características de que poderiam estar doentes, como, por exemplo, algum vírus ter infectado eles.

A carcaça do mamífero – de cerca de 10 metros e em média de 17 toneladas – será removida para que seja realizada a necrópsia. O resultado deve ficar pronto em um mês, pois serão realizados diversos exames, para fechar um diagnóstico conclusivo.

As baleias jubartes vivem de 40 a 50 anos, aproximadamente. Os machos adultos da espécie medem de 15 a 16 metros; as fêmeas, de 16 a 17 metros. A maior baleia já vista possuía 19 metros. A dieta dela é composta de krill e peixes pequenos.

Espécie foi vista este mês em Angra – Duas baleias jubarte foram flagradas em um vídeo feito na tarde de quinta-feira (10) nadando no mar de Angra. Elas mostram uma baleia adulta e uma filhote nadando próximo à Ilha da Gipóia, na Baía da Ilha Grande. Segundo o Inea, não é comum estes mamíferos serem vistos nesta região, mas, como a Baía da Ilha Grande é bem preservada, possivelmente elas estavam em busca de alimento.

A baleia que estava encalhada desde quinta-feira (24) na localidade do Saco do Pompeba, na Baía da Sepetiba, próximo a Restinga de Marambaia, na Zona Oeste no Rio de Janeiro, voltou para o mar no fim da tarde de sábado (26). Segundo biólogos que atuam como voluntários no local, o animal pesa de 15 a 20 toneladas.

O Maqua informou que a baleia continua nadando dentro da Baía de Sepetiba, está muito debilitada e nadando devagar e que, infelizmente, não seria difícil que ela encalhasse de novo.

Na última quarta-feira (23), uma baleia jubarte ficou 24 horas encalhada na Praia Rasa, em Búzios, na Região dos Lagos, RJ. Um grupo de pessoas contratou uma retroescavadeira, para retirar a areia ao redor do animal. Após uma grande mobilização, o animal conseguiu retornar ao mar na quinta-feira (24).

Baleia Jubarte no nordeste – Um filhote de baleia jubarte foi encontrado morto, na manhã de sexta-feira (25), na Praia Rio do Peixe, na cidade de Prado, região sul da Bahia. De acordo com informações do Projeto Baleia Jubarte, que coleta dados sobre os animais na região, o filhote tinha encalhado na mesma localidade, na quinta-feira (24), e foi salvo por moradores da região, mas teria se afogado após ser devolvido ao mar.

Conforme o projeto, após necrópsia, foi constatado que o animal estava debilitado demais e não conseguiu subir até a superfície para pegar o ar atmosférico, processo feito pelos animais aquáticos que possuem respiração pulmonar, que difere do sistema de respiração imersa dos peixes.

Segundo o Projeto Baleia Jubarte, o filhote era um macho e tinha 5 metros de comprimento. Após necrópsia, o animal foi removido da praia e encaminhado para uma fazenda da região, onde foi enterrado.

Filhotes de baleia Jubarte encalharam e morreram no Litoral Norte de Alagoas – Na Praia de São Miguel dos Milagres, no Litoral Norte de Alagoas, um filhote de baleia jubarte foi achado sem vida também sexta-feira. Segundo o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), com essa nova ocorrência, subiu para 6 o número de filhotes de baleia Jubarte achados no estado neste ano. Além da Jubarte, outras espécies de baleias também encalharam em Alagoas este ano. (Fonte: G1)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags