Governo lança conferência em Imperatriz/MA

O ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, lançou na sexta-feira (25/08), em Imperatriz (MA), com o Ministério da Educação, a V Conferência Infantojuvenil para o Meio Ambiente (CNIJMA). “A água é uma das grandes prioridades da gestão ambiental do governo federal”, afirmou o ministro. Ele lembrou que o ministério e a Agência Nacional de Água (ANA) estão preparando a realização do maior evento global sobre o assunto, o 8º Fórum Mundial da Água, que acontecerá pela primeira vez no Hemisfério Sul, em março de 2018, em Brasília.

Durante o evento, a Unesco no Brasil divulgou o material de Educação para o Desenvolvimento Sustentável (EDS), produzido em parceria com o MMA, que será usado durante as ações da V Conferência. Além da publicação sobre Educação e Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), foram apresentados vídeos educativos para crianças e o curso online sobre Mudança do Clima.

A V Conferência deverá envolver 71.852 escolas em todo o país, entre ensino fundamental, assentamentos rurais, comunidades indígenas e de quilombolas.

A representante da Unesco na área de Educação, Mariana Alcalay, destacou que a parceria com o MMA e o MEC, no âmbito do marco internacional dos ODS e da Agenda Ambiental 2030, é resultado do compromisso assumido por diversos países, em 2015, entre eles o Brasil.

O ministro parabenizou a Unesco pelo lançamento do material “Educação para os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável: objetivos de aprendizagem” e de vídeos relacionados ao tema. “Trata-se de mais uma parceria com os ministérios do Meio Ambiente e da Educação, com grande potencial de apoio a professores e gestores da área de educação.

Preocupação - Em seu discurso, o ministro frisou que a água tem sido motivo de grande preocupação para os brasileiros. “Além da sede, da insegurança alimentar, pela dificuldade de irrigação, e do prejuízo à produção da indústria, a água traz a reboque a crise energética, pois nossa matriz elétrica é fundamentalmente baseada na fonte hídrica”, destacou Sarney Filho.

O ministro destacou que a mudança do clima afeta cada vez mais a vida no planeta, e com a destruição dos recursos naturais a situação fica ainda mais grave. Ele citou o Cerrado como um dos biomas brasileiros mais ameaçados.

“Conhecido como berço das águas, a região, onde nascem grandes rios brasileiros, já enfrenta a escassez de água, como é o caso do Distrito Federal”, exemplificou.

Nesse sentido, ele reafirmou como uma prioridade da pasta a revitalização de rios, destacando o rio São Francisco e o Parnaíba. “Vamos desenvolver importantes ações com recursos que virão da conversão de multas pagas ao Ibama”, disse.

A3P – Após o evento, foram realizadas oficinas sobre sustentabilidade no serviço público, ministradas pela diretora de Educação Ambiental do MMA, Renata Rozendo Maranhão; pelo representante do Ministério da Educação, Felipe Felisbino; e por Mariana Alcalay.

Os seis eixos temáticos da A3P tratados nas oficinas foram: uso racional dos recursos naturais, gerenciamento de resíduos, qualidade de vida no ambiente de trabalho, sensibilização dos servidores, compras sustentáveis e construções sustentáveis.

“Como grande consumidora de bens e serviços, a administração pública precisa dar à sociedade exemplo de boas práticas em suas atividades. A oficina de sustentabilidade cumpre este importante papel”, explicou Sarney Filho. (Fonte: MMA)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags