México emite alerta vermelho em dois estados por tempestade tropical Lidia

O México emitiu na quinta-feira (31) alerta vermelho, que representa perigo máximo, em dois estados do noroeste do país pela passagem da tempestade tropical Lidia, que causará fortes chuvas e ventos, o que ativou “todos os protocolos preventivos”.

Em entrevista coletiva, o coordenador nacional da Defesa Civil, Luis Felipe Puente, apontou que a costa de Sinaloa e o sul da Baixa Califórnia do Sul permanecem em alerta vermelho, enquanto no centro e no norte deste último estado foi decretado alerta laranja (perigo alto).

Lidia, que se formou na quarta-feira no Oceano Pacífico, está a 40 quilômetros ao sul de Cabo San Lucas (Baixa Califórnia do Sul) e se desloca para noroeste a 15 quilômetros por hora, de acordo com o último relatório do Serviço Meteorológico Nacional (SMN).

O fenômeno registrou rajadas de vento de até 120 quilômetros por hora.

Puente indicou que foi estabelecida comunicação direta com os governadores dos estados que podem ser afetados, especialmente a Baixa Califórnia do Sul – onde se espera um maior volume de precipitações -, Michoacán, Colima, Jalisco, Sinaloa, Nayari e a Cidade do México.

“Os protocolos preventivos já foram ativados”, disse o coordenador, que acrescentou que outras instituições, como a Polícia Federal, a Secretaria da Defesa Nacional e a Marinha também iniciaram seus planos de resposta para casos de desastre.

Nas zonas de “alto risco”, a população está sendo levada a abrigos: “Há 2.377 deles prontos em Baixa Califórnia do Sul, Colima, Jalisco, Nayari, Sinaloa e Sonora”.

Em Los Cabos, uma das zonas turísticas mais populares do país, já há 16 refúgios temporários funcionando, com 1.400 pessoas acolhidas desde a noite da última quarta-feira e com 532 membros de diferentes corporações de segurança.

O diretor-geral da Comissão Nacional da Água (Conagua), Roberto Ramírez, afirmou que Lidia “está provocando grande quantidade de chuva na maior parte do território mexicano”.

Para as próximas horas, o fenômeno pode causar tempestades torrenciais em Baixa Califórnia do Sul, Colima, Jalisco, Michoacán, Nayari, Oaxaca e Sinaloa, além de chuvas intensas em Aguascalientes, Estado do México, Guerrero, Guan Ajuato, Durango, Puebla, Sonora, Vera Cruz e Zacatecas.

Durante esta quarta-feira, as chuvas provocaram inundações na Região Metropolitana do Vale do México, e registraram volumes de água recorde em algumas delegações da capital.

Puente alertou aos habitantes das zonas afetadas por Lidia a se precaverem, dirigirem com velocidade moderada, evitarem zonas de deslizamentos e manterem a população vulnerável longe de barrancos e rios. (Fonte: G1)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags ,