MEIO AMBIENTE E CONSCIENTIZAÇÃO SÃO TEMAS DE PALESTRA EM ENGENHEIRO COELHO

Para comemorar o dia da árvore, no dia 21 de setembro, escolas da rede municipal e estadual de Engenheiro Coelho receberam palestras sobre o meio ambiente.

Santos, que é pesquisador e desenvolve projetos de preservação de plantas silvestres com alunos da escola pública de Ubatuba-SP, foi convidado pela Prefeitura de Engenheiro Coelho para mostrar seu programa de proteção à flora.

A conversa teve como meta conscientizar crianças e professores sobre a importância da preservação dos recursos naturais e da mata atlântica, que segundos dados do Instituto de Pesquisas Espaciais (INPE), entre 2015 e 2016, o desmatamento na Mata Atlântica cresceu 57,7% em um ano, quando o bioma perdeu 29.075 hectares, o equivalente a mais de 29 mil campos de futebol.

A exposição foi feita pelo professor Israel Paulo dos Santos. No bate papo com os alunos, ele disse que a comunicação boca a boca é a melhor aliada para que a comunidade possa desenvolver atitudes positivas em relação ao meio ambiente e repassar o que, hoje, esta acontecendo com a flora.

“Vocês precisam primeiramente entender qual a importância desses recursos naturais para nossa cidade, depois disso, precisam fazer a outra parte, conscientizar seus amigos, irmãos e quem for preciso e a linguagem é a nossa melhor aliada nessas horas”, disse Israel.

Na escola estadual Antônio Alves Cavalheiro, além de compreender melhor sobre preservação, os alunos puderam conhecer diferentes árvores silvestres que hoje, são fonte de renda para muitas pessoas. É o caso da palmeira Jussara, que é nativa da Mata Atlântica e conhecida principalmente pelo palmito comestível, que é muito apreciado. Mas o professor fez um alerta:

“Essa palmeira está ameaçada de extinção, as pessoas cortam seu caule para tirar o palmito e não percebem que estão matando uma planta que passou 10 anos para crescer e negocia por 10 reais a peça do produto, um verdadeiro desrespeito com a natureza”.

O diretor de meio ambiente, Gesiel Pereira, disse que a vinda do pesquisador na cidade trouxe muitos esclarecimentos para os alunos e professores, e espera que a partir de agora a compressão dos fenômenos naturais seja mais bem entendido.

“Depois de uma palestra como essa, começamos a pensar diferente, na verdade sempre soubemos que cortar uma árvore é ruim para nós, mas depois de ver esses estudos, do mal que fazemos a natureza, nossa mentalidade muda. Tenho certeza, que se não cuidarmos bem do que temos agora, as futuras gerações vão sofrer as consequências por nossa culpa”, disse o diretor.

Depois da explanação, mudas de plantas silvestres foram plantadas ao redor do lago, na região central da cidade.

A Secretária de Educação, Cleide Franco, ficou muito feliz com as reflexões feita na palestra, agradeceu o prefeito Pedro Franco e o Departamento de Meio Ambiente por ter escolhido as escolas para falar do assunto.

“As crianças, são as melhores aliadas na preservação do meio ambiente, pois elas estão em um processo de crescimento e tudo para elas é novidade, dessa forma temos uma galerinha comprometida, só precisamos instruí-las. E depois de um programa tão bom como esse, só tenho a agradecer ao prefeito Pedro Franco e ao Diretor Gesiel Pereira pela iniciativa, e por terem escolhido nossas escolas para disseminar essas ideias, disse.

Fonte: Regional

Esta entrada foi escrita emClipping e tags , , ,