Com ventos fortes, chuva deixa estragos em Curitiba

A tempestade alertada pelos institutos de meteorologia chegou com a força prometida entre a noite de domingo (1°.) e a madrugada desta segunda-feira (2) no Paraná. Em Curitiba, a chuva veio acompanhada de rajadas de ventos com picos de 51 km/h, causou alagamento pontual na Avenida Brasília, no bairro Novo Mundo, e derrubou árvores na Vila Izabel e no Água Verde.

No começo da manhã, a Companhia Paranaense de Energia (Copel) contabilizava 10 mil imóveis sem energia na capital. Por volta das 10h40, esse número tinha caído para 2 mil. Segundo a companhia, as casas sem energia estão espalhadas por toda a cidade, sem concentração em alguma região específica.

A chuva também causou transtornos no trânsito da capital nesta manhã. Uma árvore caiu durante a madrugada na Avenida Getúlio Vargas, próximo à esquina com a Rua Tenente Max Wolf Filho,no Água Verde. No local, por volta das 8h30, uma das três faixas da via estava interditada.

Além disso, segundo a Secretaria Municipal de Trânsito (Setran), por volta das 11 horas continuavam apagados os semáforos da Rua Anne Frank com a Rua Roberto Hauer , no Hauer; e os da Rua Tenente Francisco Ferreira de Souza nos cruzamentos com as ruas Cel. Antônio Ricardo e com a Pádua Fleury.

O trânsito também ficou totalmente fechado no cruzamento da Rua Ulisses Vieira com a Guaianazes, na Vila Izabel. Galhos de árvores estavam caídos na pista, que foi liberada perto das 9h30.

Interior

A situação é mais delicada no interior do estado. No Sudoeste, na região entre os municípios de Pato Branco, Dois Vizinhos e Planalto, os ventos chegaram a 100 km/h.

Pato Branco foi um dos municípios mais atingidos. Segundo relatório da Defesa Civil, foram 400 pessoas afetadas e 80 casas danificadas na cidade – onde os ventos chegaram a 100 km/h. O principal prejuízo foram os destelhamentos. Mais de 80 metros de lona foram distribuídos e, por sorte, não há desalojados ou desabrigados.

O Corpo de Bombeiros local afirmou que, além dos destelhamentos, muitas árvores estão caídas no acostamento da BR-158, que liga Pato Branco à Coronel Vivida. O trânsito está mais lento no trecho, mas não está bloqueado.

Também no Sudoeste, Bela Vista da Caroba é a cidade mais atingida pelo mau tempo até agora. Relatório da defesa aponta 700 moradores afetados e 200 casas danificadas.

Ao todo, até as 10 horas desta segunda, a Defesa Civil apontava 1.548 atingidos pelas chuvas em todo o Paraná. Outras cidades com estragos foram Bom Jesus do Sul, Capanema, Coronel Vivida, Francisco Beltrão, Guaratuba, Paranavaí, Planalto e Santa Izabel do Oeste.

Na tarde deste domingo, quando a chuva começou a ganhar força no estado, Francisco Beltrão foi uma das primeiras cidades a sentir o impacto da tempestade. O Centro Estadual de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cegerd) informou que a tempestade começou por volta das 15h30 e causou falta de energia elétrica, queda de árvores pela cidade e destelhamento parcial de – ao menos – quatro residências.

Segunda de chuva

De acordo com o Simepar, o pior da chuva já passou – por isso, as chances de novos estragos também diminuem.

Nesta segunda-feira, a previsão é de que continue chovendo em todo o estado, inclusive na região metropolitana de Curitiba, mas que o tempo instável predomine sem rajadas de ventos ou pancadas muito fortes.

“A gente vai ter mais chuva hoje. Apesar de o eixo dessa instabilidade já estar avançando para São Paulo, ainda tem muita nebulosidade para passar por aqui”, comentou o meteorologista Samuel Braun, do Simepar.

Fonte: Gazeta do Povo

Esta entrada foi escrita emClipping e tags , ,