Saiba como está a situação das ilhas do Caribe após os furacões Irma, José e Maria

RIO – Os furacões Irma, José e Maria atingiram duramente diversas ilhas do Caribe e dos Estados Unidos em setembro. Muitos desses locais, que atraem milhares de turistas todos os anos, ainda estão sendo reconstruídos e hotéis, atrações turísticas e estabelecimentos comerciais ainda estão fechados em alguns deles.

As buscas por voos para Miami e Orlando, cidades atingidas e que costumam ser ponto de saída para o Caribe, caíram, respectivamente, 27% e 28% em um mês, de agosto para setembro, em função dos efeitos devastadores do Irma, informou ao GLOBO o buscador de viagens Kayak.

A revista americana Condé Nast Traveller divulgou a situação atual das ilhas atingidas. Veja como estão:

A pequena Anguila, território britânico, foi um dos mais atingidos pelo Irma, que passou por lá no dia 6 de setembro. Segundo a publicação, a maioria dos resorts locais permanecerá fechada para reparos até meados de 2018. É o caso do Four Seasons Resort and Residences Anguilla e o CuisinArt Golf Resort & Spa. O Belmond Cap Juluca só reabre em novembro do ano que vem.

As ilhas de Antigua e Barbuda foram atingidas pelo Irma no dia 5 de setembro e pelo José apenas quatro dias depois. Cerca de 95% da infra-estrutura de Barbuda, que possui 2 mil habitantes, foi destruída, diz a revista, e a reconstrução ainda deve demorar. Apenas o resort Barbuda Belle anunciou a reabertura, para novembro do ano que vem. Antigua, que fica a cerca de 60 metros e tem 80 mil habitantes, sofreu poucos estragos e seus hotéis e aeroporto já funcionam normalmente.

As Ilhas Virgens Britânicas foram atingidas pelos três furações e sofreram muitos danos. Segundo a Condé Nast, embora os serviços de barca entre as ilhas tenham sido retomados em outubro, o governo local desaconselha a ida de turistas para lá até novembro. Os principais resorts, como o Guana Island e o Rosewood Little Dix Bay, reabrirão em 2018.

A pequena Dominica foi atingida pelo furacão Maria no dia 18 de setembro. Cerca de 50% dos hotéis da ilha foram destruídos e a previsão de reabertura de grande parte deles, como o Rosalie Bay Resort, é apenas para o fim de 2018. Alguns permanecem sem previsão de reabertura.

O território americano de Porto Rico foi duramente atingido pelo furacão Maria no dia 20 de setembro, causando um apagão geral. Até agora, apenas 9% das escolas retomaram as atividades e 70% da ilha continua sem luz, afirma a publicação. Hotéis como o Dorado Beach Ritz-Carlton Reserve e o Condado Vanderbilt Hotel reabrirão apenas em meados de dezembro.

As ilhas de St. Maarten (Holanda) e St. Martin (França) foram duramente atingidas pelo Irma no dia 6 de setembro. Cerca de 90% dos edifícios das ilhas sofreram danos e continuam o projeto de recuperação. As linhas de cruzeiro não devem parar por lá até o início de 2018 e hotéis como o Belmond La Samanna só reabrem em abril do ano que vem.

Fonte: O Globo

Esta entrada foi escrita emClipping e tags , ,