MPE investiga 14 fazendas por desmatamento ilegal em Bonito

O MPE (Ministério Público Estadual) apura casos de desmatamento de mata nativa em catorze propriedades rurais de Bonito, a 300 quilômetros de Campo Grande.

nquéritos civis são decorrentes de denúncia da Fundação Neotrópica do Brasil sobre o corte de 452,7 hectares, “possivelmente sem autorização ou licença dos órgãos ambientais”. As remoções ocorreram em áreas de preservação ambiental e na margem de rios da região.

Foram notificados proprietários das fazendas Santa Almeida, Potreiro, Santa Maria, Toca do Vô, Paredão, Santa Tereza, Santa Marta, Cedro, Fortaleza 3 Irmãos, Moreno, Rio Formoso, São João, Aliança e Mutum. Em alguns casos há mais de uma área supostamente irregular.

O titular da 2ª Promotoria de Justiça da Comarca  de Bonito, Alexandre Estuqui Junior, requereu dos envolvidos cópias de documentos pessoais, do CAR (Cadastro Ambiental Rural), mapa da propriedade, eventuais autorizações ambientais e manifestação voluntária para reparação de danos. A PMA (Polícia Militar Ambiental) ainda deve vistoriar as áreas.

Fonte: Campo Grande News

Esta entrada foi escrita emClipping e tags , ,