Edital seleciona projetos sobre polinizadores

Na próxima semana, dia 9 de fevereiro, termina o prazo para apresentação de projetos de pesquisa que promovam desenvolvimento científico, tecnológico e inovação na área de insetos polinizadores. A chamada pública foi lançada em novembro passado, pelo do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), em parceria com o Ibama, instituto vinculado ao Ministério do Meio Ambiente, e a Associação de Estudos das Abelhas. O valor global disponível é de R$ 2,8 milhões.

Os consórcios de pesquisa selecionados (equipes multidisciplinares e interinstitucionais) terão acesso a financiamento disponibilizado de forma conjunta pelo Ibama, pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e pela Associação Brasileira de Estudos das Abelhas (Abelha).

As propostas devem suprir lacunas de conhecimento sobre insetos polinizadores por meio de pesquisa integrada ao setor produtivo, com aplicação direta no desenvolvimento de metodologias de avaliação de risco de agrotóxicos, na valoração do serviço ambiental de polinização e no conhecimento sobre a biodiversidade de polinizadores no Brasil.

Os projetos apresentados devem estar inseridos nas seguintes linhas de pesquisa:

Linha 1 – Pesquisa em patógenos e parasitas em abelhas nativas e em Apis mellifera.
Linha 2 – Monitoramento e avaliação da situação das abelhas nativas no Brasil.
Linha 3 – Avaliação de ecotoxicidade de agrotóxicos para espécies nativas selecionadas.
Linha 4 – Quantificação e caracterização de recursos ambientais coletados por espécies de abelhas nativas.
Linha 5 – Avaliação bioeconômica do serviço de polinização na produtividade agrícola por cultura relevante.

As linhas de pesquisa 2 e 3 terão impactos diretos na melhoria do procedimento de avaliação de risco de agrotóxicos para insetos polinizadores (Instrução Normativa Ibama nº 02/2017). Com isso, serão geradas informações sobre a adequação dos métodos para avaliação da toxicidade de agrotóxicos às abelhas nativas e conhecimento sobre sensibilidade e exposição desses animais a agrotóxicos, além de permitir o mapeamento das espécies nativas de insetos polinizadores.

O resultado provisório da verificação dos critérios de elegibilidade será divulgado no dia 5 de março de 2018.

Fonte: MMA

Esta entrada foi escrita emClipping e tags , ,