Cetesb e pasta do Meio Ambiente interditam usina de asfalto da Prefeitura de SP

A decisão foi tomada por causa de irregularidades como falta de licença de operação, expirada em dezembro do ano passado e que, até o momento, não teve pedido de renovação pela prefeitura.

Em vistoria realizada na quarta-feira, dia 31, a empresa foi autuada por emissão de odor e por funcionamento ilegal. As duas multas somam R$ 51.425,70.

Além da falta de licença de operação, a emissão de odor, perceptível fora dos limites da propriedade e responsável por grande incômodo, é uma das principais e recorrentes reclamações da comunidade que mora na região.

Segundo Geraldo Amaral Filho, diretor de Controle e Licenciamento Ambiental da Cetesb, a Usina de Asfalto da Prefeitura terá de atender as exigências da companhia ambiental para voltar a operar. “A interdição é temporária e visa o equacionamento dos problemas como a falta de licença de operação e de equipamentos para controle de odores que são gerados no processo de produção de massa asfáltica”, explicou Amaral Filho.

De acordo com a Cetesb, o histórico de autuação da empresa soma, desde 1990, 11 autos de advertência, 25 autos de multas e oito de multas diárias. Essas autuações refletem a gravidade dos problemas ambientais causados pela operação da usina.

Fonte: Estadão Conteúdo

Esta entrada foi escrita emClipping e tags ,