Governo federal reforça ações na Amazônia

Os ministros do Meio Ambiente, Edson Duarte, e da Segurança Pública, Raul Jungmann, reuniram-se nesta quarta-feira, em Brasília, para reforçar a parceria das duas pastas na Mobilização Nacional de Combate ao Desmatamento Ilegal na Amazônia. A primeira etapa da iniciativa foi lançada no dia 7 de maio, em Cuiabá.

Além do monitoramento por satélite e das diversas ações já em curso, foi discutida a contribuição de agentes como Polícia Federal, Força Nacional e Polícia Rodoviária Federal para o combate ao desmatamento ilegal e à extração irregular de minerais na região amazônica.

“O Ministério (da Segurança Pública) tem dado um apoio decisivo, e esse nosso encontro é para intensificar a atuação do Estado brasileiro, e de todas as suas instituições, no combate ao crime, à ilegalidade, ao desmatamento ilegal da Amazônia. Essa é uma atuação articulada e planejada de inteligência, de investigação e de ação de campo. A ilegalidade terá tolerância zero”, afirmou Edson Duarte.

Durante a reunião, o ministro do Meio Ambiente alertou para o aumento da violência na região, que, segundo ele, está diretamente ligada ao desmatamento ilegal da Amazônia. “Para isso, precisamos do uso da inteligência, para fazer um trabalho preventivo e de investigação”, explicou.

Raul Jungmann ofereceu total apoio e colocou o comando da Força Nacional e a inteligência da Polícia Federal à disposição do MMA para reforçar e afinar as ações em campo. “Estamos inteiramente disponíveis. Acho muito interessante a integração da inteligência do Ibama com a nossa inteligência para que a gente intensifique as ações”, disse o ministro da Segurança Pública.

EFICÁCIA

A presidente do Ibama, Suely Araújo, disse que foi discutida uma série de articulações conjuntas do MMA e seus órgãos vinculados com as forças de segurança. “Já trabalhamos com a Força Nacional há algum tempo e viemos para ver como isso pode ser aprimorado e resultar em mais eficácia na ação do poder público”, reforçou Suely.

Para ela, o apoio das forças de segurança é fundamental para garantir aos agentes em campo o suporte necessário para a fiscalização. “O ministro (Jungmann) se mostrou muito aberto a aprimorar o que vem sendo feito e acredito que teremos bons resultados”, finalizou Suely Araújo.

Além dos ministros e da presidente do Ibama, participaram do encontro o diretor de Proteção Ambiental do Ibama, Luciano Evaristo; o diretor do Departamento de Florestas e de Combate ao Desmatamento do MMA, Jair Schmitt; e o diretor de Criação e Manejo de Unidades de Conservação do ICMBio, Paulo Carneiro.

Fonte: MMA

Esta entrada foi escrita emClipping e tags , ,