As últimas cegonhas de Berlim

CegonhasDesde 1930, Alemanha perdeu metade de sua população de cegonhas devido à ação humana

Eu não tinha ideia de que havia cegonhas em Berlim, mas recentemente, ao ler jornal, descobri que algumas dessas aves habitam a cidade durante os meses de primavera e verão. O número é pequeno: no máximo três casais vivem no norte da capital alemã. Neste ano, dois já estão acomodados em seus ninhos em Malchow e Falkenberg.

São as últimas cegonhas que escolheram Berlim como morada para a temporada na Europa, e segundo ativistas, sua permanência na cidade está ameaçada. Os planos para a construção de prédios residenciais podem expulsar de vez a espécie. Os conjuntos habitacionais planejados devem ter cerca de 10 mil apartamentos.

A cidade se depara agora com um dilema: preservar a natureza ou resolver um problema social que se agrava em ritmo alarmante? Berlim não para de receber novos moradores e precisa urgentemente de novas moradias para abrigar todos e também para tentar conter a especulação imobiliária com o aumento da oferta.

A grande contradição neste caso é que, para resolver a questão habitacional, que está inflacionando o valor do aluguel, alguns espaços verdes precisariam ser sacrificados.

No caso específico, os defensores das cegonhas afirmam que a construção dos conjuntos residenciais vai diminuir massivamente o espaço verde onde as aves encontram alimento, como insetos, sapos e ratos.

Para preservar as cegonhas berlinenses, os ativistas argumentam que a região comporta no máximo mil novos apartamentos e pretendem solicitar às autoridades um estudo abrangente sobre a questão. Caberá à prefeitura decidir se volta atrás nos planos e desautoriza as construções, que deveriam se dar ao longo de vários anos.

Fonte: Deutsche Welle

Esta entrada foi escrita emClipping e tags ,