EXCLUSIVO: Aldeia indígena de São Paulo recebe oficina de plantas ornamentais

A Aldeia Ribeirão Silveira, localizada em Boracéia, no litoral norte de São Paulo, recebeu oficinas técnicas sobre plantas ornamentais, promovidas pelas Coordenadorias de Assistência Técnica Integral, CATI, Regionais de São Paulo e Pindamonhangaba.

Cerca de 30 índios participaram das aulas, que contaram com apoio, também, do Instituto Agronômico. Eles receberam orientações sobre técnicas de plantio, colheita e comercialização de plantas.

A coordenadora pedagógica das oficinas e zootecnista da CATI Regional São Paulo, Dayla Ciancio, destaca que a principal finalidade do projeto é estimular a produção sustentável e criar alternativas de renda para as comunidades. “As populações indígenas estão muito vulneráveis por terem como principal atividade apenas a produção sustentável de palmito juçara. As oficinas tiveram como objetivo oferecer, a pedidos dessa comunidade, novas opções à produção de palmito”, disse.

A aldeia abriga cerca de 400 índios em quase 950 hectares de área. Entre as plantas ornamentais cultivadas na aldeia estão o Bastão-do- Imperador, Pingo-de-Ouro, Bromélia, Crisântemo, Alpinia e as Helicônias, foram tema principal das oficinas.
*Com informações da Secretaria de Agricultura e Abastecimento.