EXCLUSIVO: Estudo avalia o impacto das variações climáticas sobre a agricultura

Uma pesquisa da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Esalq, da Universidade de São Paulo ,USP, avaliou o impacto das variações climáticas sobre a agricultura. O engenheiro agrícola Gabriel Constantino Blain, relacionou as chuvas e as temperaturas máximas e mínimas do Estado de São Paulo, nos últimos sessenta anos. 

“O melhor conhecimento da probabilidade de ocorrência de valores de temperatura do ar e precipitação pluvial bem como de possíveis tendências e variações climáticas presentes nessas séries meteorológicas ajuda a reduzir os efeitos adversos do clima na produção agrícola”, explicou o pesquisador.

O grau de urbanização apresentou grande influência, segundo as conclusões do engenheiro. “De forma geral, as análises estatísticas utilizadas no trabalho indicam marcante influência de fatores de escala local, tais como o elevado grau de urbanização ocorrido no Estado. Essas alterações foram mais severas em Campinas, Cordeirópolis, Ribeirão Preto e, especialmente, Ubatuba. No entanto, em todas as localidades as temperaturas observadas ao longo do mês de abril apresentam data inicial de elevação no início da década de 1980”, disse.

As costas Leste e Oeste da região Sul do continente sul americano, na região de Ubatuba, apontaram os maiores indícios de elevação na temperatura do ar.

Foram mapeadas também as temperaturas em Piracicaba, Jundiaí, Mococa, Pindorama e Monte Alegre do Sul.
*Com informações da ascom.