Instituto de Meio Ambiente de MS emite alerta de cheia para o rio Miranda

O Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul emitiu nesta terça-feira (2) um alerta para o alto nível do Rio Miranda, que pode causar alagamentos e desabrigar famílias.

Conforme os dados da Sala de Situação do Imasul, nas últimas 96 horas foram registrados 79 milímetros em volume de chuvas, suficiente para elevar o nível do rio Miranda e atingir a cota de Emergência, o que pode resultar em danos materiais e riscos a integridade humana.

Na manhã desta terça-feira, o nível do Rio chegou a 7,04 metros entrando em estado de emergência, segundo medição feita pela Sala de Situação do Imasul. Para alertar a população local, foi emitido um aviso de evento crítico.

O alerta é feito para que a Defesa Civil municipal e estadual esteja preparada para atender aos moradores, principalmente os ribeirinhos que correm mais risco de ficarem desalojados. Também há previsão de chuva na região nas próximas 24 horas.

De acordo com o Imasul com a cheia do rio, a água já começa a invadir as instalações que ficam mais próximas ao curso hídrico e inundações de propriedades rurais. O grande volume de precipitações nos últimos meses tem afetado diretamente no nível de rios do rstado, sendo o Miranda um dos mais afetados.

A Sala de Situação do Imasul monitora os leitos dos principais rios do estado em 12 pontos e informa a Defesa Civil sempre que o nível supera o limite considerado de alerta ou emergência. Além da Sala de Situação, a secretaria estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro) dispõe de outro importante instrumento para orientar o poder público e a população em geral sobre mudanças bruscas no clima e tempo: o Centro de Monitoramento de Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos de Mato Grosso do Sul (Cemtec).

Fonte; G1

Esta entrada foi escrita emSem categoria e tags , ,