Arpa recebe prêmio Hugo Werneck

O Programa Áreas Protegidas da Amazônia (Arpa), uma ação do governo federal coordenada pelo Ministério do Meio Ambiente, foi um dos vencedores do VIII Prêmio Hugo Werneck. A cerimônia aconteceu nessa quinta-feira (26/10), em Nova Lima (MG). O tema da premiação em 2017 foi “A Terra pede paz!”.

Silvana Canuto, diretora de Planejamento, Administração e Logística do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), recebeu a premiação em nome do Ministério do Meio Ambiente. No total, 13 categorias foram contempladas.

RECONHECIMENTO

O secretário-executivo do Ministério do Meio Ambiente, Marcelo Cruz, destaca que o Arpa vem fortalecendo suas instâncias de governança e ferramentas de gestão desde a sua criação, em 2002.

“O prêmio é um reconhecimento ao empenho de todas as instituições envolvidas e reforça a importância do programa”, destacou Marcelo Cruz.

Para Thiago Barros, diretor substituto do Departamento de Recursos Externos do MMA, o programa consolidou-se como benchmark internacional enquanto estratégia para a permanência do financiamento para a biodiversidade.

CONSERVAÇÃO

Em 2017, o Arpa celebra 15 anos de história. Reconhecido internacionalmente como o maior programa de conservação e uso sustentável de florestas tropicais do mundo, tem o objetivo de proteger, no mínimo, 60 milhões de hectares da Amazônia brasileira.

Atualmente o Arpa abrange um território maior que o da Alemanha e do Reino Unido. O programa é implementado em parceria com órgãos gestores de unidades de conservação na Amazônia, instituições privadas e sociedade civil.

Por meio de parceria com o ICMBio e com órgãos estaduais de meio ambiente da Amazônia, o programa apoia atualmente a gestão de 117 unidades de conservação no bioma, bem como a criação de novas áreas protegidas.

PREMIAÇÃO

O Prêmio Hugo Werneck foi criado em 2010 e visa reconhecer, divulgar e premiar os melhores exemplos de gestão, revitalização e preservação ambiental, bem como de pessoas e instituições dedicadas à causa ambiental em todo o país.

Inspirada no ambientalista Hugo Werneck, um dos precursores da consciência ecológica na América Latina, a premiação é uma iniciativa da Revista Ecológico, em parceria com a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg)/Sesi/Senai), por meio do SindiExtra e do Ibram.

O Prêmio Hugo Werneck acumula hoje mais de 800 inscrições e indicações recebidas, com 111 vencedores e homenageados, dentre eles o cineasta Fernando Meirelles e o Papa Francisco.

Fonte: MMA

Esta entrada foi escrita emClipping e tags , ,