NASA tem um plano para colocar abelhas-robôs em Marte

A Nasa anunciou o financiamento de um novo esforço de pesquisa que explorará a possibilidade de usar abelhas-robôs para estudar a superfície marciana. A NASA chamou apropriadamente o conceito de Marsbee, e a equipe espera desenvolver um modelo que seja capaz de navegar pela fina atmosfera de Marte em enxames, reunindo informações com vários sensores. “O objetivo do trabalho proposto é aumentar o conjunto de possíveis missões de exploração e ciências em Marte, investigando a viabilidade de agitar as arquiteturas aeroespaciais em um ambiente marciano”, explica o pesquisador da Universidade do Alabama , Chang-kwon Kang, em um comunicado .

Uma equipe de pesquisa da Universidade do Alabama trabalhará em colaboração com uma equipe ainda não anunciada no Japão para criar o que pode ser um meio mais eficiente de explorar Marte. Embora o Mars Rover tenha provado ser uma máquina de exploração confiável, ele sofre com velocidades baixas. Um enxame de abelhas robóticas não teria esse problema enquanto vasculha a superfície do Planeta Vermelho. O corpo do Marsbee seria semelhante ao de um abelhão real, enquanto suas asas maiores teriam o tamanho aproximado de uma cigarra. Os pesquisadores estão atualmente explorando o modo de vôo mais eficaz, seja flapping, flapping, asa fixa ou rotor. O grupo colaborador de cientistas japoneses já criou seu próprio robô de asas agitadas, o veículo microavião de beija-flor (MAV).

Os Marsbees estariam ligados a uma “colméia” móvel na forma de um rover tradicional. O rover serviria como uma base em que os Marsbees recarregariam e armazenariam dados. Os Marsbees também seriam capazes de enviar informações durante o voo através da tecnologia Wi-Fi . O Marsbee ainda está muito adiantado no desenvolvimento. A Nasa espera que os estudos de viabilidade durem uma década antes que o projeto passe para a Fase II. Os desafios que devem ser superados antes de o Marsbee decolar incluem o projeto de um sistema de navegação potencialmente autônomo , a determinação do estilo de voo e a invenção de meios para manter a poeira fora do Marsbee.

Fonte: Meio Ambiente Rio

Esta entrada foi escrita emClipping e tags , , ,