Ciclovia em um duto elevado pode ser a principal saída para atender uma população de 7,6 bilhões

A Organização das Nações Unidas, também conhecida pela sigla ONU, estima que a população mundial tenha alcançado cerca de 7,6 bilhões de pessoas no mundo em outubro último de 2017 conforme informações divulgadas em seu relatório anual. Ainda segundo a ONU a população pode atingir em 2100 11,2 bilhões de pessoas, ou seja, as próximas décadas serão muito importante para projetar melhor o futuro do planeta terra.

Tomando como base tais informações apresentadas pela ONU, Richard Moreta acaba de projeta um ciclovia fechada que pode ser uma solução para as próximas gerações no que diz respeito ao transito de pessoas.

Ciclovia projetada em um duto elevado

CicloviaCiclovia

Segundo o arquiteto, à ciclovia e especialmente desenvolvida para ajudar a construir um transito mais seguro e sustentável entre as bilhões de pessoas no mundo, principalmente considerando alguns dados da ONU sobre o crescimento da população mundial nas próximas décadas.

Richardo oberva que em menos de 10 décadas o mundo vai alvaçar 11,2 bilhões de pessoas e sua preocupação e como as pessoas vão se locomover? Como chegará em locais com uma população muito grande, será que apenas com carros voadores? Temos de ter outras alternativas sustentáveis para que a distância seja feita de forma seguro e com o minimo de gasto de energia possível.

O sistema da ciclovia de transporte de emissão zero pode ser o sonho de muitas pessoas que vão utilizar as bicicletas como seu meio de transporte principal para se locomover entre bairros e cidades. O MINILOOP como é chamado foi criado para aproveitar a energia renovável e transferir a energia produzida em excesso para a rede local da cidade. O projeto apresentado do MINILOOP nada mais é que um túnel fechado em um duto suspenso, resistente e intempéries da natureza e projetado para receber as bicicletas e as e-bikes.

Ciclovia projetada em um duto elevadoCiclovia projetada em um duto elevado

Os engenheiros devem ter em mente que as cidades devem ter condições de receber projetos inovadores, que fogem do padrão das cidades atuais, e que não dão a opção de uma transporte sustentável e seguro que possam ligar bairros e cidades por vias suspensas e ecológicas reduzindo as emissões do CO2 no ar.

A construção de MINILLOP ajuda a diminuir o tráfego pesado e principalmente a poluição nas grandes cidades porque ajuda a tirar veículos mais convencionais das estradas dando mais espaçoes verdes para o cultivo de árvores e plantas para filtrar ainda mais o ar segundo o arquiteto.

Assim como acontece com os carros elétricos em pontos estratégicos do MINILOOP serão disponibilizados equipamentos como estações elétricas para o carregamento de bicicletas, smartfhones, laptops etc…

A construção de cidades sustentável devem ser um dois principais objetivos para os próximos arquitetos que terão que se reinventar e conseguir re-construir um planeta onde consigam se locomover 11,2 bilhões de pessoas nas próximas décadas.

Fonte: Guiga Liberato/ Meio Ambiente Rio

Esta entrada foi escrita emClipping e tags , ,